Coliving – uma nova tendência de moradia

Coliving – uma nova tendência de moradia

Afinal o que é essa coisa de coliving? A Joy te explica.

 

Coliving significa moradia compartilhada. Este é um novo modelo de viver em sociedade que tem chegado aos grandes centros urbanos brasileiros.  A tendência não se resume a dividir uma casa ou um apartamento, é um estilo de vida que envolve mobilidade urbana, economia compartilhada, facilidades tecnológicas e sustentabilidade. 

 

Existem diversos tipos de coliving para diversos tipo de público. Os modelos vão das famosas repúblicas a prédios inteiros planejados para o compartilhamento das áreas de lazer, de trabalho, às vezes inclusive da cozinha. 

 

O coliving já existia nos grandes centros urbanos, o que aparece no momento são empresas que o profissionalizam e transformam a ideia de moradia compartilhada em muito mais do que dividir um ambiente. 

 

Segundo o co-founder da Joy, Rafael Rebouças, o principal benefício de se profissionalizar o coliving são as facilidades fornecidas pela empresa ao morador. “É a questão de você ter um fornecedor, um ponto de contato. Uma empresa que, com experiência, já filtrou e selecionou os melhores negócios, — sejam apartamentos ou casas — seguiu com a limpeza, os detalhes de manutenção etc. Tudo aquilo que é doloroso para uma pessoa física fazer sozinha”, afirma. 

 

Além de trazer bem estar para os moradores, o modelo de moradia também contribui para quesitos sociais e estruturais. No caso da Joy, o principal ponto é a reutilização de espaços já construídos. De acordo com Rebouças, os edifícios antigos foram planejados para uma época diferente, ele diz “muitos apartamentos foram pensados para uma realidade de família que já não é mais uma realidade em alguns lugares da cidade, os perfis demográficos mudaram”. A reutilização e transformação destes edifícios faz com que os espaços já construídos não se percam. 

 

Para ele, este é o maior desafio do coliving no país, “a transformação do estoque atual não é trivial, então você tem que repensar, muitas vezes, a planta do imóvel, você tem que repensar o uso das vagas de garagem entre outras coisas”. 

 

O coliving ainda propõe localizações estratégicas para que os moradores não tenham que se deslocar tanto. O objetivo é morar no meio do caminho de seus destinos cotidianos e a uma caminhada de distância do transporte público. “É uma das melhores soluções que existe para a mobilidade urbana porque você elimina o deslocamento. Então, pensando em sustentabilidade, em sociedade, você tem muito menos consumo de transporte”, diz.

Deixe uma resposta